Sinceridade

Por Fernanda Pompeu em Escrever na internet


Escritoras e escritores – modestos e grandiosos – chamam a atenção para a verdade da sinceridade.

Os leitores percebem se uma mensagem é verdadeira ou não.
Fingir ser o que não se é,
fingir sentir o que não se sente
é atalho direto para a irrelevância.
Conte a sua experiência,
abra o seu coração com transparência.

O imenso poeta Paulo Leminski (1944 -1989) versificou:

“ Isso de querer ser
exatamente aquilo
que a gente é
ainda vai
nos levar além.”

Gostou? Passe para frente:

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

top